Home / Notícias Rápidas / Reconciliação após o divórcio, é possível.
Michelle Paskin and Robert Bradford wedding at Squaw Valley

Reconciliação após o divórcio, é possível.

Reconciliação após o divórcio? será que é possível sim! O divórcio é uma parte dolorida de qualquer relacionamento. Consiste no rompimento dos laços matrimoniais de um casal.

Assim como a reconstrução e readaptação de uma família a um meio diferente daquele cujo qual ela era acostumada a viver. Tornando-se um processo doloroso e muito difícil para ambas as partes.

A reconciliação após o divórcio é muito comum em casais que passaram algum tempo separados. E que após análise de suas vidas, decidem retomar o enlace matrimonial.

Entretanto, para muitos, essa também se torna uma situação difícil, afinal de contas, em uma separação há sempre a dor dos filhos do casal e dos familiares.  Além do desgaste emocional, e do despendimento de em favor da ação de divórcio.

Tudo isso, aliado, muitas vezes, à entrada de terceiros na relação, se torna para muitos, a reconciliação após o divórcio mais difícil, mas, não impossível.

 

Por que as pessoas separam? Não existe mais amor?

 

Antes de falarmos sobre reconciliação após o divórcio, primeiramente devemos discorrer sobre por qual motivo as pessoas se separam.

A falta de amor entre um casal pode ser o elemento fundamental para sua separação. Entretanto, a maioria das pessoas não se divorcia pela falta de amor.  Mas pelo fato de que não sabe lidar com as situações adversas ao amor.

Quando um casal se casa, o amor precisa sobreviver às pressões do dia-a-dia, à rotina, aos boletos, à falta de luxo, à vinda de filhos, cachorros, papagaios e periquitos. Aliado ao mau humor do companheiro e à impaciência da companheira.

As brigas passam ser rotina, e um dos dois acaba “se fechando”, existe então a dor e o ressentimento dentro da relação. Abrindo um imenso espaço para a chamada “solidão à dois”, onde o casal vive apenas de aparências e em função dos filhos. E é claro dos bens adquiridos desta união.

O ponto final

O que era bom passa a não ter mais prazer, e a companhia do outro passa a ser suportada, a cama de casal passa a ser uma cama fria. Onde muitas vezes há sexo, em um momento que o desejo carnal fala mais alto, mas já não existe mais respeito ou amor.

Ou pior, a intimidade do casal é totalmente rompida, não existe aquela vontade de estar no outro, de sentir o outro. E nesse imenso vazio da cama, os filhos podem tomar conta, e a relação ser dada como morta.

Não muito longe disso, um terceiro elemento passa a fazer parte da família, um elemento oculto, que traz de volta o sonho e a ilusão de uma paixão. Neste sentido, é ilusão mesmo, é a vontade de sentir o cônjuge que se manifesta em uma terceira pessoa. Nessa hora, ambos os parceiros sentem que acabou mesmo.

Acabou….

E agora o que fazer?

Aí é aquela hora chata, onde muita gente já passou, é hora onde a união se torna dissolução. Onde o sorriso dá espaço para o choro (mesmo que muitas vezes a outra pessoa pareça muito feliz). Finalmente chega o dia onde aquelas duas partes que antes eram uma se separam.

Mas como falar de reconciliação após o divórcio se não existe amor?

A verdade é que uma separação e todo esse processo, não aconteceu por falta de amor. Mas sim, por falta de maturidade, de interação, de conversa e de compreensão.

O amor não acabou, mas a tolerância e a sabedoria sim.

 

E quando se percebe que o divórcio não foi a solução?

 

A reconciliação após o divórcio deve ser pensada quando realmente uma casal. Após passar por toda esta experiência, começa a enxergar onde errou, e perceber que tudo aquilo que viveu não era falta de amor. Mas sim de experiência!

Há quem se case, uma, duas, dez vezes, mas não aprende a verdadeira essência da união. A reconciliação após o divórcio, consiste em saber que tudo aquilo que foi destruído, por imaturidade de ambos, pode ser novamente reconstruída.

Mas este, também é um processo lento, como se fosse uma metamorfose na vida do casal. Afinal de contas, não é possível pegar todo ódio, frustração, mágoa e dor, colocar em um saco de lixo e botar na beira da rua esperando para que o próximo caminhão de lixo leve embora.

A reconciliação após o divórcio é algo que requer trabalho e esforço. Por parte daqueles que entendem que lutar pelo amor e pela família ainda vale à pena.

Em alguns casos, o amor realmente acabou por parte de ambos, ou de apenas um, nesses casos, lutar sozinho não vale à pena. A dica então, é seguir em frente e esperar que a dor passe, por mais que ela insista em ficar, um dia ela vai passar.

Mas para aqueles que descobriram que podem realmente tentar reestabelecer esta união, a reconciliação após o divórcio é possível.

 

Reconciliação após o divórcio – como consertar o que foi rompido

 

Um grande erro na maioria das pessoas que tentam reconciliação após o divórcio é voltarem para o relacionamento exatamente como o deixaram. Entupidas com os piores sentimentos e mágoas, o que resultará em uma união doentia que fará com que ambos sofram. Neste sentido, seguir estas dicas poderão fazer com que a reconciliação seja efetiva:

 

  • Saiba perdoar

 

Se o casal viu que é possível a reconciliação após o divórcio, é importante que eles entrem nesta relação com o “coração limpo”. Saber perdoar é o primeiro passo, esqueça tudo de ruim que vocês viveram até aqui. Guardem apenas as lembranças boas, afinal de contas, é por causa delas que ainda existe amor, o perdão deve vir em primeiro lugar. Caso contrário, esta tentativa será uma perca de tempo para ambos.

 

  • Ame-se para poder amar

 

Um dos grandes problemas de um casal, muitas vezes é a falta de amor por si próprio de um dos casais. Isso resulta em uma condição de autodepreciação e exploração, muitas vezes inconsciente por parte do outro. Por isso, em uma reconciliação após o divórcio é preciso amor próprio, que você possa atender as necessidades de quem você ama.

 

  • Capacidade de falar e principalmente de escutar

 

A falta de diálogo é uma grande vilã dos casais, que muitas vezes não sabe falar, tampouco escutar o que o outrodiz. A reconciliação após o divórcio consiste em um diálogo aberto, calmo. Onde um fala e o outro escuta e vice versa, para que ambas as partes entrem acordo sobre determinada situação.

 

  • Sinceridade acima de tudo

 

Os relacionamentos duradouros se baseiam na sinceridade de ambos. Quantas coisas foram escondidas no casamento? Sentimentos, lugares, pessoas…. A reconciliação após o divórcio deve ser acompanhada de muita sinceridade, é preciso falar o que incomoda e o que não dá certo, o seu parceiro (a) deve ser o primeiro a saber disso, não delegue esta informação a mais ninguém.

 

  • Respeito acima de todas as coisas

 

O amor é muito importante para uma relação, mas é através do respeito que ele se torna mais forte. Em uma reconciliação após o divórcio o respeito deve ser a palavra de ordem, muitas frustações e mágoas podem ser evitadas com uma atitude respeitosa

 

A reconciliação após o divórcio é possível. Para isso, é importante que ambas as partes saibam o que realmente querem, o quanto querem e como querem. Para que esta seja uma realidade em suas vidas.

 

Sobre Amaro

Veja também

partilha de bens após divórcio

Como funciona a partilha de bens após divórcio

Um dos temas mais polêmicos envolvidos no processo de divórcio é a separação dos bens. …

2 comentários

  1. Mas tem como cancelar o divórcio no cartório se não estiver averbado?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ficou com alguma dúvida?

Temos advogados prontos para te atender

Deseja conversar com um advogado?

Ficou com alguma dúvida?

Temos advogados prontos para te atender

Deseja conversar com um advogado?